Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Busca ativa da Secretaria Municipal de Saúde vacinou 126 moradores na Vila de Mutuns.

Em ação de busca ativa realizada no Distrito de Mutuns, na zona rural do município de Itabuna, na manhã desta sexta-feira, dia 2, a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu imunizar 126 moradores da localidade, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Na oportunidade, foi feita a atualização do calendário vacinal das crianças e idosos, além da complementação do esquema de vacinação contra a Covid-19. A iniciativa contou com a participação de profissionais e técnicos da Rede de Frio do Departamento de  Vigilância em Saúde e agentes da própria Unidade Básica de Saúde local.
Segundo a coordenadora da Rede de Frio da Secretaria de Saúde, enfermeira Camila Brito, o resultado da ação foi muito significativo, tendo em vista que as obras de requalificação da Unidade Básica de Saúde de Mutuns implicaram a suspensão do atendimento presencial, o que poderia dificultar o acesso das pessoas às vacinas.
“Portanto, achamos por bem criar facilidades para assegurar o direito de todos de ter acesso às vacinas. Entendemos que a busca-ativa foi a melhor opção”, argumentou Camila. Ela externou ainda a preocupação da Secretaria Municipal de Saúde na ampliação da cobertura vacinal no município, principalmente entre as crianças de zero a quatro anos contra a Poliomielite e a Multivacinação.
“A baixa procura dos pais para a vacinação das crianças é uma realidade nacional que muito tem preocupado as autoridades sanitárias. Em Itabuna, isto também tem nos deixado em constante alerta, pois, num universo de 9.909 crianças que precisam ser imunizadas, apenas 30% estão com o calendário vacinal atualizado”, destaca a enfermeira. Camila diz ainda que no Brasil a vacinação atingiu apenas de 30% da população infantil.
“Por isso, lembramos aos pais, tutores e responsáveis que a vacina é um direito da criança assegurado pela Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Negligenciar ou impedir que as crianças sejam vacinadas é violar o direito fundamental delas, para que cresçam com saúde e segurança o que, consequentemente, implica no direito à vida”, finalizou Camila Brito.
___________
Departamento de Comunicação Social
Prefeitura de Itabuna

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn