Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Corpo de Bombeiros aprova projeto de concessão do AVCB do Hospital de Base

Após receber o Atestado de Conformidade de Projetos (ACP) do Corpo de Bombeiros, o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães obteve o projeto físico apresentado pela AMW Engenharia LTDA, empresa terceirizada, escolhida através de licitação, para a concessão do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

Todo o processo começou em meados do ano passado, quando foi criada uma Comissão Fiscalizadora pela Fundação de Atenção à Saúde (FASI), instituição que administra o Hospital de Base.

A Comissão acompanhou todo o processo de elaboração dos projetos Técnicos contra Incêndio e Pânico e Sistema de Proteção a Descargas Atmosféricas, encaminhados e protocolados em julho de 2022 para avaliação e aprovação do 4º Grupamento de Bombeiros Militares (4º GBM).

Foram realizadas análises, visitas técnicas e reuniões na edificação pela empresa contratada, até que a unidade hospitalar recebesse em novembro de 2022, o Atestado de Conformidade de Projetos (ACP). Agora, com a aprovação do projeto, o Hospital de Base tem como próximo objetivo a sua execução.

O engenheiro civil do Hospital de Base Sailon Cecílio ressaltou que as obras de reforma, ampliação e modernização da unidade hospitalar, previstas para iniciarem ainda neste semestre, vão contribuir para a execução do projeto, seguido da concessão do AVCB.

Para o engenheiro ambiental e de segurança do trabalho Guilherme Malta, enquanto as obras não começam, algumas medidas de segurança já podem ser iniciadas. Citou, por exemplo, o redimensionamento dos extintores e sinalizações através de placas, como saídas de emergência, sinalização de iluminação de emergência, entre outros.

O diretor-presidente da FASI, Roberto Pacheco Jr, declarou que tais medidas vão trazer ainda mais segurança para o Hospital de Base em meio à construção do anexo pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB).

O AVCB é obrigatório para a regularização das edificações e áreas de risco, entre outras situações, e certifica que um imóvel cumpre todas as condições de segurança e combate a incêndios, estando habilitado para a circulação e a permanência de pessoas.

 

Legenda: Na foto: o engenheiro civil Sailon Cecílio, o diretor administrativo-financeiro da FASI, Vladson Cruz com os representantes da AMW Engenharia. Ascom

Legenda: Fac-símile dos documentos.

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn