Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Mutirão de Mamografias Itinerante segue nesta quarta e quinta-feira com atendimentos em Itabuna

Como parte dos atendimentos programados, a Carreta de Mamografias Itinerante da Secretaria de Saúde da Bahia, continua atendendo às demandas programadas pelas unidades de Saúde da Prefeitura de Itabuna. Estacionada no antigo SESP, no centro de Itabuna, os serviços da unidade móvel estarão disponíveis, das 7 às 12 e das 13 às 18 horas, até o dia 11 de maio.

Hoje, dia 25, a secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, visitou estandes montados pela Prefeitura em frente ao Centro de Saúde José Maria de Magalhães (antigo SESP). Ela conversou com pacientes, atendentes, enfermeiros e médicos sobre o andamento dos serviços. “O exame é fundamental para rastreio em mulheres com idade entre 50 a 69 anos, que precisam buscar requisição nas unidades de Saúde”, disse.

Segundo ela, a mamografia fica pronta em até 40 dias. Se houver alguma alteração, a paciente faz uma ultrassonografia e biópsia. Em caso de resultado positivo para câncer, a mulher vai iniciar o tratamento gratuito oferecido pelo Governo do Estado. “Para fazer a mamografia, é preciso estar dentro faixa etária, ter feito o exame há mais de um ano e ter a mama íntegra, ou seja, sem cicatriz”, explicou a secretária.

Nesta quarta-feira, dia 26, pela manhã, os atendimentos prosseguem para mulheres demandadas pela USF João Soares, do Vila das Dores. Já na parte da tarde, serão atendidos pacientes da USF Renan Moreira, situada no Parque Boa Vista. As unidades de Saúde agenda as pacientes, com idade entre 50 a 69 anos, para o rastreio do câncer de mama.

Na quinta-feira, dia 27, os serviços acontecem atendendo pacientes de três unidades da Rede de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde. Pela manhã os exames se destinam a pacientes da USF Francisco Benício, Vila de Mutuns, USF Fátima II (manhã e tarde), no Fátima, e USF Raimundo Freire (tarde), no Nova Califórnia.

A mamografia é um exame de imagem que permite a identificação e detecção de nódulos em estágio inicial. Por isso, é importante que mulheres acima de 40 anos realizem o exame a cada dois anos, pois, se houver diagnóstico de câncer de mama na fase inicial, as chances de cura aumentam.

Para ter acesso ao serviço itinerante é necessário que as pacientes tenham realizado a mamografia há mais de um ano e não tenham cicatriz de cirurgia de mama. Além disso, devem estar portando os seguintes documentos: RG, CPF e Cartão do SUS, comprovante de residência e requisição médica ou do enfermeiro da unidade de saúde mais próxima de casa.

 

Legendas. 1. Secretária de Saúde, Lívia Mendes Aguiar conversa com pacientes no Mutirão da Mamografia. 2. Estande montado em frente ao SESP. Fotos: Pedro Augusto

 

Legenda: Rastreamento do câncer de mama conta com equipamento de ponta. Foto: Pedro Augusto

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn