Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Competição do Open Brasil de Mergulho Livre em Apneia em Itabuna vai acontecer dia 27

 

A Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria de Esportes e Lazer, promove no dia 27 deste mês na Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, a competição Open Brasil Aida de Apneia Indoor, ou seja, esporte de mergulho livre em piscina sem uso de equipamentos de respiração, onde o foco é o mergulho com o ar dos pulmões.
O evento será realizado pela Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia (AIDA), coordenado por José Luiz Freire conhecido como Zezé. A competição terá 20 atletas de diversos estados e cidades, incluindo Itabuna e Ilhéus, que farão o treino de reconhecimento no dia 26, às 14 horas, enquanto a competição acontece no dia seguinte, das 7 às 15 horas.
Zezé, o organizador do evento, é ex-atleta de natação, pesca submarina e mergulho livre com vários títulos estaduais e nacionais e idealizador do M.S.A.S (Mix Sports Aquáticos e Subaquáticos). Para ele, a realização do evento na cidade é muito importante.
“Itabuna é considerado o maior celeiro de atletas em mergulho em Apneia do Brasil, tendo atualmente a campeã brasileira Verônica Fernandes, além da equipe campeã brasileira APNEIA Z. Além disso, acumula recordes baianos como o terceiro melhor atleta masculino Adriano Lessa”, disse.
Na competição haverá três modalidades de mergulho: Apneia estática, onde o mergulhador fica o maior tempo possível embaixo d’água e em uma única posição; Apneia Dinâmica sem nadadeiras, no qual os atletas percorrem a maior distância estando submersos; e a Apneia Sprint – 50m sub, natação com nadadeiras onde os mergulhadores percorrem de 50 a 100 metros submersos e com maior velocidade.
“Já realizei o evento Open Brasil uma vez em Itabuna e duas vezes Ilhéus, sempre com a presença de grandes nomes do esporte. Para essa etapa, está confirmado a participação do carioca Ricardo da Gama Bahia, que é um atleta pentacampeão brasileiro e também campeão pan-americano e ex-Guinness Book, com recorde mundial ficando incríveis 18 minutos em Apneia”, concluiu José Luiz.

 

 

Legenda: Há dois anos, Itabuna sediou uma edição do Competição do Open Brasil de Mergulho Livre em Apneia – Foto divulgação.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn