Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Prefeitura de Itabuna realiza serviço de zeladoria e remove entulhos no Fátima

Sabe aquele lixo diário que é colocado na rua fora do horário de coleta e até os móveis velhos e entulhos que são descartados de forma inadequada na extensão das ruas e avenidas da cidade? Pois é. Esses hábitos têm consequências desastrosas e põem a vida das pessoas em risco.

Na manhã de hoje, dia 10, a Prefeitura de Itabuna, através do Departamento de Limpeza Pública da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB) empreendeu mais uma vez a remoção de lixo e entulhos em um terreno na Rua São Sebastião, no Fátima, um dos acessos do bairro à Rua Felícia de Novaes e à Ponte Calixto Midlej Filho que o interliga ao Vila Zara e Conceição.

Os trabalhadores do departamento de Limpeza Pública concentraram seus esforços no serviço de remoção dos dejetos orgânicos, animais mortos e móveis e utensílios domésticos descartados no local inadequado. “Este é um dos pontos viciados como depósito irregular de lixo e entulhos”, afirma o diretor do Departamento de Limpeza Pública, Lázaro Pellegrini.

“É preciso que moradores e comerciantes desta área do Fátima cooperem com os esforços da Prefeitura, principalmente pela ameaça de os dejetos e entulhos serem carreados para o trecho final do Córrego Água Branco com a contaminação deste corpo d’água e do Rio Cachoeira”, apelou.

Através do Departamento de Limpeza Pública, a Prefeitura de Itabuna tem feito um intenso trabalho junto com os educadores ambientais para conter a proliferação de lixo e entulhos na cidade. Há três anos eram 146 pontos de viciados de lixo e entulhos, mas atualmente restam 44 pela recorrente ação das pessoas. “Todos devem cooperar”, recomendou Pellegrini.

Ele reforça que a ação de manter a cidade limpa também depende da população, pois o trabalho não pára. “As pessoas podem exercer sua cidadania ainda fiscalizando e advertindo quem descarta o lixo em local inapropriado”, acrescentou, lembrando que no Bairro de Fátima a coleta domiciliar diária, entre segunda-feira e sábado, é executada por caminhões compactadores.

Os agentes ambientais alertam que ao depositar inadequadamente o lixo em áreas baldias, margens de ruas, avenidas ou rodovias, se favorece aparecimento de ratos, cobras, escorpiões e risco de doenças como dengue, leptospirose, malária, cólera, febre tifóide, dentre outras.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn