Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece sobre o andamento da investigação do óbito da paciente Ana Luiza Rangel Silva, 18 anos, ocorrido na segunda-feira, dia 12, no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.

A paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Monte Cristo – UPA pela primeira vez no dia 7 apresentando quadro de dores na barriga, náuseas e febre. Foi submetida à avaliação médica, medicada e permaneceu em observação. Quando apresentou melhora clínica, recebeu alta com prescrição médica.

A paciente retornou à UPA no dia 11 com queixas de dor muscular, febre, episódios de vômito, sudorese, cefaléia e apresentando ferimento nos lábios. Foi avaliada pelo médico plantonista o qual a deixou em observação com prescrição de medicação e solicitação de raios-X de tórax e exames laboratoriais.

Ana Luiza evoluiu apresentando hipotensão, palidez e taquicardia quando foi imediatamente encaminhada para a sala de urgência vermelha onde foram realizados procedimentos como gasometria, teste Covid-19 e eletrocardiograma. A mesma também foi inserida na regulação estadual. No mesmo dia, a paciente foi transferida pelo SAMU-192 da UPA para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães – HBLEM.
Ao chegar no HBLEM, a paciente foi prontamente atendida pelos médicos clínico e infectologista e pela equipe de enfermagem. A mesma foi medicada e monitorada. Foram realizados exames laboratoriais, em que foi constatada uma baixa nas plaquetas, além de exames de imagem.

A paciente evoluiu para um quadro de coagulação intravascular disseminada (CIVD), indo à óbito por Sepse (infecção), cujo quadro clínico é característico de diversos tipos de doenças hematológicas.

Para constatação de causa de morte há dois tipos de diagnósticos: o clínico e o laboratorial. No diagnóstico clínico, onde são avaliados os sintomas apresentados, foi preliminarmente indicada causa de morte por dengue hemorrágica.

Nesse sentido, foram adotados procedimentos padrões para emissão do diagnóstico laboratorial para confirmação do diagnóstico clínico, o que foi posteriormente descartado após constatação de amostra da paciente enviada ao Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN/BA, o qual emitiu laudo com resultado negativo para dengue, zika e chikungunya.

O Departamento de Vigilância Epidemiológica prosseguiu com investigações para apuração da real causa da morte da paciente. As investigações seguem conduzidas por equipe técnica que está realizando visitas no domicílio, UPA e HBLEM, bem como ouvindo familiares e profissionais de saúde para emissão de parecer técnico que será enviado para Câmara Técnica do Estado que irá avaliar as circunstâncias e identificar a real causa do falecimento da jovem, seguindo todos as determinações técnicas.

Ao tempo em que lamentamos pela morte de Ana Luíza, a Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Saúde, especialmente das equipes do HBLEM e UPA, reafirmamos que foi prestada à paciente uma assistência de qualidade e que todo o trabalho que estava ao alcance das equipes foi realizado.

Legenda: Fachada da UPA 24 H no Monte Cristo. Foto: arquivo

Legenda: Fachada Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães – Foto arquivo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn