Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

43ª Lavagem do Beco do Fuxico em Itabuna teve diversidade, protesto e animação

Pedidos de paz se reproduziram em cartazes, canções e cânticos entoados na 43ª Lavagem do Beco do Fuxico desde a passagem das baianas estilizadas e seus potes com água de cheiro e flores as apresentações dos cantores Luiz Caldas e Alobened Airam e as bandas baianas Afrocidade, Sibenzer e Papazoni. Até a guerra no Oriente Médio de Israel com o grupo palestino Hamas foi lembrada num cartazete do bloco Mendigos de Gravata.

A festa carnavalesca promovida pela Prefeitura de Itabuna, por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), é marcada pela diversidade, inclusão, animação e até protestos bem-humorados como as críticas ao preço do gás de cozinha e dos combustíveis na Bahia e e contra o feminicídio com o cartazete no Bloco Hora-Extra que reuniu comerciários.

Nesta edição, também houve homenagem póstuma ao cantor e compositor Clóvis Figueiredo Leite, conhecido como Kocó, vocalista e líder da banda Lordão, ue morreu aos 72 anos, em Salvador. O artista esteva internado em um hospital privado da capital baiana após realizar um transplante de fígado.

O artista foi lembrado pela banda Cristal Som que desfilou pelas avenidas e o Beco do Fuxico com os cantores Daiane e Del que cantaram sucessos da Banda Lordão imortalizados por Kocó. Também Luiz Caldas fez uma singela homenagem, tendo lembrado que conviveu com o cantor quando morou em Itabuna na década de 70.

 

Legenda: Cartazes pedem paz e cessar fogo na Palestina. Fotos Ascom

 

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn