Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Prefeitura incluiu 536 novos beneficiários no Bolsa Família em Itabuna depois de buscaativa e revisão cadastral

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS), fez inclusão de novas 536 pessoas no programa federal Bolsa Família depois da efetivação da buscaativa e revisão cadastral iniciada ano passado.

Diariamente equipes do Plantão Social da SEMPS e do Serviço de Abordagem que trabalha pessoas em situação de rua se dividem em grupos para fazerem visitas domiciliares, novos cadastros ou atualização para incluir famílias que ainda estão fora do benefício. A inclusão das mais de 500 pessoas aconteceu no mês de fevereiro.

O secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Josué Brandão Júnior, explicou que a buscaativa consiste em fazer o estado chegar até onde o cidadão está a partir de sua localização. Com este trabalho, é possível fazer nova inscrição ou atualização do CadÚnico das famílias de baixa renda, com prioridade para aquelas vulneráveis.

Ele lembrou que os centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) mantidos pela Prefeitura, através da SEMPS, já executam serviços e demandas relacionadas a questões que incluem desde o direito à liberação e inclusão em programas ofertados às famílias de baixa renda a auxílio funeral.

O titular da SEMPS citou ainda o Programa de Erradicação do Trabalho (PETI) que direciona atenção a crianças e adolescentes em situação irregular de trabalho. “O lugar deles é na escola como preconizado pela legislação brasileira, a exemplo do Estatuto da Criança e do Adolescente”, afirmou.

As ações do PEDI contam com a parceria do Ministério Público federal e estadual e o Conselho Tutelar. O titular da SEMPS destacou ainda o sucesso das atividades executadas por sua secretaria que se deve ao apoio que recebe das demais secretarias municipais e de outras instituições, a exemplo dos órgãos de segurança pública.

“Há uma necessidade de uma intervenção multidisciplinar em que o social observa cada situação e, se houver necessidade da intervenção da Secretaria Municipal de Saúde, por exemplo, no caso de alguém em surto psicótico, ela está presente assim como a Polícia Militar que vão garantir o bem-estar do paciente e a segurança da população” disse Júnior Brandão.

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn