Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Programa Recicla Itabuna tem parceria e boa aceitação em condomínios residenciais

O Programa Recicla Itabuna, criado há dois anos pela Prefeitura, através das secretarias municipais de Planejamento, Agricultura e Meio Ambiente, Infraestrutura e Urbanismo e Promoção Social e Combate à Pobreza, para transformar o que ia para o lixo em fonte de renda continua avançando.

Agora aproveita os bons resultados da parceria com 22 condomínios residenciais do centro da cidade onde foram implantados coletores de materiais recicláveis. A cada semana, as equipes da Associação dos Agentes Ambientais e Catadores de Recicláveis (AACRRI), com suporte de um caminhão da Biosanear recolhe produtos recicláveis (vidro, papel, papelão, metais e plástico).

Dentre os condomínios estão: Edifício Solar União, Residencial Pedra da Vitória, Van Gogh, Mansão da Colina, Real Ville, Vale do Luar, Mansão Cândido Portinari e Vale das Pedras. Já entre as escolas IMEAN, Modelo, Rural Roça do Povo, Adeun Sauer e Francisco de Sá e o Colégio Estadual da Polícia Militar, além do Centro de Cultura Adonias Filho e a Biblioteca Municipal Plínio de Almeida.

Todo material coletado nos condomínios residenciais, assim como nas residências e escolas, são levados para a Central de Triagem da Associação dos Agentes Ambientais e Catadores de Recicláveis (AACRRI), fundada junto com o Programa Recicla Itabuna. Atualmente, a instituição reúne 44 agentes ambientais que antes trabalhavam no lixão que foi fechado há quatro anos pela Prefeitura de Itabuna na gestão do prefeito Augusto Castro (PSD).

Nos condomínios, a coleta de materiais é realizada às segundas e terças feiras, de acordo com a tesoureira da AACRRI, Daniela dos Santos Pereira. “O material recolhido tem agregado no processamento. São latas, papelões e garrafas PET que chegam aqui, passam por triagem, são prensados e depois vendidos”, disse. Somente em fevereiro, foram recolhidas 13.718 toneladas de materiais.

O Recicla Itabuna é considerado um marco na coleta de material reciclável e na preservação do meio ambiente no sul da Bahia. Inicialmente, a Prefeitura instalou na cidade 10 Ecopontos em diferentes locais e também levou o tema da preservação para as escolas da Rede Municipal de Ensino.

Já nos condomínios residenciais, os síndicos que tiverem interesse em colaborar com o trabalho dos agentes ambientais devem entrar em contato gestores do Programa Recicla Itabuna. Depois disso, a equipe vai até o condomínio, apresenta o projeto a faz um o trabalho de Educação Ambiental, que vai da preservação ao correto descarte dos materiais.

“O balanço é positivo, porque antes o material ia para o lixo e agora vai para AACRRI. A adesão está tão boa que já estamos pensando em dobrar os recipientes nos condomínios residenciais, mas desta vez com a instalação de bombonas plásticas para a coleta dos materiais”, afirmou o diretor de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Alan Feitosa.

Legenda: Central de Triagem da Associação dos Agentes Ambientais e Catadores de Recicláveis, fundada junto com o Programa Recicla Itabuna. Fotos: arquivo.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn