Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

NOTA

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS), reitera que há nove meses fornece a assistência humanitária à subsistência dos imigrantes indígenas venezuelanos abrigados provisoriamente no Colégio Estadual Antonio Carlos Magalhães, no Mangabinha. Há o fornecimento de todas as refeições, inclusive especial às crianças.

Também oferece material de limpeza e higiene pessoal, atendimento em saúde, encaminhamento para a rede escolar e cuidados sanitários, tendo inclusive contado com o apoio da Biosanear em ação de educação ambiental no abrigo e do Comitê Intersetorial de Refugiados e do Núcleo Especializado em Migrantes ligados a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Em março passado, dois representantes da secção Ilhéus/Itabuna do Ministério Público Federal (MPF) visitaram o abrigo temporário dos imigrantes venezuelanos da tribo Warao, quando puderam comprovar os esforços da Prefeitura para oferecer ajuda humanitária. Mas, por conta de sua cultura diferente, os imigrantes não têm muita preocupação com a higiene, inclusive não atendem às orientações sanitárias e ambientais em relação ao acondicionamento de lixo.

A SEMPS disponibiliza uma equipe técnica com assistente social e psicóloga que acompanha o grupo dentro do abrigo e os mesmos relatam já terem chamado a atenção por diversas vezes em relação a alimentação das crianças, embora os gêneros alimentícios sejam fornecidos de acordo com a relação que pedida pelos imigrantes.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn