Prefeitura municipal de itabuna

logotipo-021

Baixo índice de infestação predial deixa Itabuna na “Zona Branca” para a dengue

O conjunto de ações desenvolvidas diariamente pela Diretoria da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde tem surtido efeito positivo para o combate e eliminação do mosquito Aedes aegypti em Itabuna.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Maristella Antunes, o município se mantém na “Zona Branca” para os casos de dengue, chikungunya e zika vírus, de acordo o último Monitoramento Semanal das Arboviroses da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB).

Ela informou que os dados foram atualizados no último dia 20 e estão disponíveis no site do Ministério da Saúde. O município mantém o índice de infestação predial em torno de 1,5%.

Maristella disse que isso se deve às inúmeras estratégias criadas pelo Departamento de Vigilância em Saúde para atender à determinação do prefeito Augusto Castro (PSD).

“Desde o início da gestão, ele tem investido em inseticidas, fardamento novo, equipamentos, capacitação profissional e na valorização pessoal dos Agentes de Combate às Endemias”, reforçou a diretora.

Entre as atividades rotineiras ela destaca as visitas domiciliares para orientar os moradores sobre a forma de identificar e eliminar possíveis criadouros de larvas e bloqueio de focos com inseticida em locais onde há suspeita de casos da dengue, inclusive no turno noturno.

Também mereceu reconhecimento os mutirões nos bairros que fazem um diferencial muito grande, segundo Maristella, além das ações educativas nas escolas e junto às famílias em bairros centrais e periféricos.

A diretora afirmou ainda que Itabuna vive um momento confortável em relação às arboviroses, mas é preciso que a comunidade continue vigilante e cuide de suas casas e quintais, principalmente para evitar guardar objetos que possam acumular água parada. “É importante também que se feche bem reservatórios de água como tanques, tonéis e baldes”, orientou.

A diretora da Vigilância em Saúde destacou que a Prefeitura de Itabuna faz sua parte, com um trabalho de excelência de uma equipe comprometida com a saúde pública. “Mas deve ser uma responsabilidade de todos cidadãos se quisermos manter nossa cidade saudável e livre do mosquito da dengue”, afirmou.

Denúncias de possíveis criadouros ou casos suspeitos de dengue em qualquer parte da cidade podem ser feitas pelo do Disk-Dengue (73) 3612-8324 ou no Instagram: @endemiasemfoco.

 

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn